Voltar
Ler mais tarde

Ripple (XRP) – Dinheiro do Futuro? Como Comprar?

Sigla

XRP

Rating FCAS

A

Algoritmo

Ripple Protocol Consensus Algorithm

Minerável

Não

Onde Comprar

eToro e Coinbase

eToro
✓ Compra & Venda
✓ 16 Criptomoedas
✓ Demo Grátis

Esta análise é talvez uma das mais difíceis que já fizemos aqui no CriptoInvest.

Isto deve-se à controvérsia gerada em torno deste projeto, com a comunidade a dividir-se entre opiniões boas e más.

Muitos perguntam:

É descentralizada? XRP é Ripple? Quem detém a maior parte dos XRP? É preciso usar XRP para usar Ripple?

Neste artigo desfazemos essas dúvidas e explicamos-te como funciona esta criptomoeda, qual a sua proposta de valor e onde a podes comprar.

1. O que é a Ripple?

A Ripple é uma empresa fundada em 2012. O token XRP é uma criptomoeda.

Ambos estão relacionados, mas são diferentes. 

O que se pode afirmar com certeza é que tanto a Ripple como o XRP atuam no campo da tecnologia financeira.

Não é tanto uma plataforma de desenvolvimento de aplicações descentralizadas como é o Ethereum, EOS ou NEO, entre outras.

Um dos grandes produtos desta empresa, que conta com cerca de 350 trabalhadores, é o seu serviço RippleNet, que usa o seu protocolo Interledger para providenciar aos seus clientes uma plataforma onde podem ser movimentadas grandes quantidades monetárias de forma rápida, segura e barata.

O RippleNet consegue fazer isso muito bem! Daí gabar-se de ter uma lista de clientes como esta:

Parcerias Ripple
Parceiros do setor bancário da Ripple.

O importante aqui é perceber que estes clientes recorrem a um serviço da Ripple (empresa), o RippleNet, para fazer essas transferências com a moeda corrente que escolherem (euros, dólares, etc).

A parte surpreendente desta relação?

Não precisam de utilizar o XRP!

Aliás, o protocolo Interledger nem usa um sistema global coordenado ou uma blockchain para atingir os seus feitos! 

Anteriormente, a Ripple apresentava aos seus clientes 3 serviços, de acordo com as suas necessidades:

  • xCurrent;
  • xVia;
  • xRapid.

De forma a facilitar a comunicação das suas soluções, os 3 nomes deixaram de ser utilizados pela Ripple.

Agora existe um serviço único: o já mencionado RippleNet.

2. O que é o XRP?

É um token criado pela Ripple (empresa). É a sua criptomoeda.

Se ouvires um amigo dizer “Hoje comprei Ripple!”, o que ele quer dizer é que comprou XRP.

Se reparares, até os logótipos são diferentes:

Logo da Ripple, à esquerda, versus logo do XRP, à direita.

Na verdade, quem se pode vangloriar de ter comprado Ripple são os seguintes senhores/entidades:

Investidores Ripple
Fonte: CoinTelegraph (2017).

Olhando para a tabela acima, fica ainda mais clara a relação íntima com instituições bancárias internacionais, onde o papel do XRP é totalmente nulo.

Ripple, e XRP por consequência, já não se livram de uma certa conexão ao “sistema”.

Este é um grande motivo que leva a que muitos não considerem a Ripple uma criptomoeda a sério.

Porque além de haver uma distinção entre Ripple e XRP, a própria empresa anda de mãos dadas com entidades que muitos consideram os grandes arqui-rivais dos fundamentos da Bitcoin: os bancos!

3. Como funciona o XRP?

O protocolo de consenso utilizado é o RPCA – Ripple Protocol Consensus Algorithm, desenvolvido pela própria empresa.

No que toca à tecnologia utilizada, o XRP é superior à Bitcoin.

Este é um argumento muito utilizado por quem defende que o XRP é o caminho para o futuro no que toca a criptomoedas.

A Bitcoin foi a primeira criptomoeda a surgir e, como em todas as tecnologias, sempre aparece algo mais sofisticado.

O XRP é uma criptomoeda com capacidade de resolver pagamentos em 4 segundos e processar 1.500 transações por segundo (TPS).

Segundo informações do seu site, existe a possibilidade aumentar o número de TPS para igualar as da VISA. Tudo isto mantendo comissões muito baixas.

Comparação da velocidade de pagamentos entre XRP, criptomoedas mais populares e sistemas tradicionais.

Com isto a Ripple pretende usar o XRP para oferecer a bancos e fornecedores de pagamentos a liquidez necessária para satisfazer pagamentos entre fronteiras.

Podemos então concluir disto que o XRP é um concorrente direto à Bitcoin. Um ecossistema de pagamentos rápidos, eficazes e com comissões baixas.

3.1 O XRP é descentralizado?

Sim, mas não. Difícil dizer…

Teoricamente, se esta empresa desaparecesse amanhã, o seu token XRP ficaria intacto pelo facto de ser operado numa blockchain que hoje em dia conta com quase 900 nodos.

Menos de metade dos nodos únicos da rede – responsáveis por validar transações – pertencem à empresa.

O gestor de produto da XRP, Warren Anderson, diz até que esta criptomoeda ambiciona ser mais descentralizada do que o Bitcoin e Ethereum.

No entanto, em termos práticos, acredita-se que o sucesso do XRP esteja bastante correlacionado com o sucesso da Ripple.

Distribuição XRP

Principalmente porque a Ripple ainda detém uma grande parte dos tokens, que vai libertando gradualmente no mercado com o passar dos anos, de acordo com um conjunto de regras estabelecidas pela empresa.

4. Onde Comprar XRP?

Para investir em XRP (não Ripple), podes optar por diversas plataformas, já que é umas das opções mais populares no mercado das criptomoedas.

4.1 Investir em XRP através de CFDs

Plataformas de investimento online como a eToro fornecem-te ferramentas chamadas CFDs.

Com CFDs podes lucrar tanto com as subidas como com as descidas do preço das criptomoedas, ao contrário de outras opções. Este é dos poucos tipos de investimento em que isso efetivamente acontece.

eToro

✓ Permite copiar outros traders
✓ 16 criptomoedas
✓ Conta demonstração grátis

Ao investir através da eToro descarta-se a necessidade de configurar carteiras virtuais (wallets) para manteres as tuas cripromoedas seguras e o processo de compra e venda torna-se bastante simples.

4.2 Comprar XRP em exchanges

Se, por outro lado, os entraves técnicos não te desmotivam, podes optar por comprar XRP diretamente numa exchange como a Coinbase, sendo que neste caso ficarás mesmo na posse da criptomoeda.

Se estiveres a pensar em utilizar XRP para fazer/receber pagamentos ou para trocares a moeda entre exchanges, esta é a opção recomedada.

Coinbase

✓ Simples e acessível
✓ 16 criptomoedas
App mobile prática

5. Preço do XRP


5.1 Evolução histórica

Como todo o mercado, o XRP esteve estagnado durante vários anos, até que em 2017 e 2018 atingiu uma valorização brutal.

Esta criptomoeda chegou a valer $3,84, o seu máximo histórico, em janeiro de 2018.

Vale a pena lembrar que um ano antes, em 2017, valia apenas $0,0061, ou seja, o XRP valorizou mais de 60.000% em apenas 1 ano!

5.2 Evolução recente

O XRP teve um 2019 para esquecer.

Depois de uma primeira metade do ano em que, acompanhando o resto do mercado, conseguiu obter uma valorização razoável, acabou por cair na segunda metade de 2019.

Contas feitas, o XRP foi a segunda criptomoeda do Top 10 do CoinMarketCap que mais caiu em 2019, com um deslize de 45%.

A parte boa é que, como já terás percebido nesta análise, há vários razões para investir nesta criptomoeda.

Por isso, esta desvalorização significa que acaba por ser uma oportunidade para comprar a um preço mais baixo.

6. Conclusão

O sucesso deste token andará muito provavelmente de mãos dadas com o sucesso da Ripple, a sua empresa mãe, que tem vindo a ganhar notoriedade ao longo dos tempos e a estabelecer fortes parcerias.

No que toca a isso, as grandes parcerias com bancos internacionais dão a crer que o seu produto está num bom caminho. O seu protocolo Interledger está a ser estudado pelo W3C – World Wide Web Consortium – para se tornar num protocolo padrão para pagamentos em e-commerce.

Embora muitas críticas sejam feitas ao XRP, devido à sua ligação ao sistema tradicional, por trás dele existe uma empresa bastante forte a desenvolver produtos de tecnologia financeira bastante promissores, que atraem a atenção de investidores de grande calibre.

XRP

✓ Excelente tecnologia
✓ Top 10 criptomoedas
✓ Projeto com valor demonstrado

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *